O Homem que Calculava Inspira Alunos no Sertão Cearense durante Semana da Leitura

O livro O Homem que Calculava inspira os alunos no Sertão Cearense durante Semana da Leitura no CEI Vovó Clarinda.

Trabalho escolar Beramiz Samir e o homeme que calculava

Trabalho escolar

O Homem que calculava Inspira Atividades Lúdicas

No coração do sertão cearense, a magia das histórias ganhou vida durante a Semana da Leitura no Centro de Educação Infantil Vovó Clarinda, na pitoresca cidade de Tauá. Com o foco na obra clássica “O Homem que Calculava”, as crianças da turma de 5 anos foram transportadas para um mundo de aventura e descoberta, onde a matemática se entrelaça com a imaginação.

Sob a orientação atenta dos educadores, os pequenos exploraram os conceitos matemáticos de maneira lúdica, desafiando-se a calcular como o perspicaz Beremiz usando apenas os dedos das mãos. A contação de histórias não foi apenas um momento de diversão, mas uma oportunidade única de aprendizado, onde os alunos mergulharam nas páginas da obra enquanto desvendavam os segredos dos números. É incrível ver como as crianças se envolvem e se empolgam com as histórias de ‘O Homem que Calculava’, durante atividade supervisionada pela professora Patrícia Salustiano.

Ao resgatar os ensinamentos propostos pela obra de Malba Tahan, a contação de histórias no CEI Vovó Clarinda não apenas incentivou o amor pela leitura, mas também abriu portas para uma compreensão mais profunda e significativa da matemática. Essa iniciativa exemplar demonstra como a educação pode ser transformadora quando combinada com a magia das histórias e a ludicidade das atividades.

Tema da contação de histórias no CEI Vovó Clarinda, o homem que calculava

Tema da contação de histórias

Jornal de notícias de Malba TahanLeia outras notícias sobre a Malba Tahan

Curta agora o Malba Tahan no Facebook e receba as novidades sempre que saírem!

One thought on “O Homem que Calculava Inspira Alunos no Sertão Cearense durante Semana da Leitura

  1. Pingback: Virada Malba Tahan 2024: Celebrando a Matemática

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *